* Cantinho Satkeys

Refresh History
  • henrike: Antes de ir votar, confirme o local de voto. Alguns foram alterados   [link]
    21 de Maio de 2019, 21:08
  • Radio TugaNet: boas
    21 de Maio de 2019, 20:02
  • Glauciano: bom
    21 de Maio de 2019, 14:48
  • FELISCUNHA: dgtgtr pessoal  49E09B4F
    21 de Maio de 2019, 14:00
  • cereal killa: try65hytr pessoal  r4v8p
    20 de Maio de 2019, 21:34
  • oscarmarroquino: ola a todos boa tarde
    20 de Maio de 2019, 19:53
  • FELISCUNHA: dgtgtr pessoal  49E09B4F
    20 de Maio de 2019, 12:05
  • maltatoda: Olá bom dia
    20 de Maio de 2019, 09:37
  • j.s.: try65hytr a todos
    19 de Maio de 2019, 23:00
  • vitoriano: boa tarde a todos membros
    19 de Maio de 2019, 18:25
  • FELISCUNHA: dgtgtr  49E09B4F e continuação de bom domingo  4tj97u<z
    19 de Maio de 2019, 17:28
  • boavisteiro: Muito boa tarde
    19 de Maio de 2019, 17:18
  • djmuletas: boa tarde
    19 de Maio de 2019, 15:28
  • Alex-Santos: Olá bom dia bom domingo     49E09B4F      101yd91
    19 de Maio de 2019, 11:31
  • andre pakete: muito obrigados a todos voces por tudo
    18 de Maio de 2019, 22:12
  • cereal killa: 2Slb& 2Slb& 2Slb& j7y8
    18 de Maio de 2019, 19:30
  • Vic94380: quim
    18 de Maio de 2019, 13:44
  • cereal killa: try65hytr pessoal  r4v8p
    17 de Maio de 2019, 21:09
  • andereia: muito bom isto
    17 de Maio de 2019, 13:17
  • FELISCUNHA: ghyt74 pessoal  49E09B4F
    17 de Maio de 2019, 11:22

Autor Tópico: Mike Pompeo pede à Rússia para retirar apoio a Maduro  (Lida 13 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online Nelito

  • Sub-Administrador
  • ****
  • Mensagens: 17230
  • Karma: +2/-1
  • Sexo: Masculino
  • PORTA-TE MAL MAS COM ESTILO
Mike Pompeo pede à Rússia para retirar apoio a Maduro
« em: 15 de Maio de 2019, 07:01 »

O secretário de Estado norte-americano pediu ao homólogo russo para retirar o apoio ao líder venezuelano, Nicolás Maduro, pedido feito durante uma reunião em que o Irão e a suposta interferência russa nas eleições norte-americanas foram também temas abordados.

Os dois chefes de diplomacia, Mike Pompeo dos EUA e Sergei Lavrov da Rússia, reuniram-se esta terça-feira para "melhorar as relações" bilaterais, sendo que um dos temas abordados foi a crise venezuelana: os Estados Unidos reconhecem Juan Guaidó como presidente interino e a Rússia mantêm o apoio ao presidente de facto, Nicolás Maduro.

"Os Estados Unidos e mais de 50 países consideram que chegou a hora de Maduro abandonar o poder", afirmou Mike Pompeo, numa conferência de imprensa conjunta em Sochi, acrescentando que a renúncia de Maduro é necessária para "acabar o sofrimento do povo venezuelano".

Além disso, assegurou que a posição norte-americana é que sejam os venezuelanos a escolher os seus líderes, apesar de enfatizar que o país deve ser uma democracia.

Do lado russo, Sergei Lavrov respondeu que "não se pode instaurar uma democracia pela força" e acusou os EUA e Guaidó de recorrerem continuamente a ameaças de uma possível intervenção militar, o que, na sua opinião, "não tem nada a ver com uma democracia".

Noutros assuntos da reunião, o chefe da diplomacia norte-americana afirmou que os EUA querem evitar uma possível guerra com o Irão, numa altura em que as tensões entre ambos países crescem.

Pompeo advertiu também Lavrov contra a tentativa de interferência nas próximas eleições presidenciais norte-americanas. "A interferência nas eleições é inaceitável e se os russos se envolvessem nisso em 2020 [data das próximas eleições], colocariam o nosso relacionamento numa situação ainda pior", referiu.

Já o ministro russo classificou as acusações de conluio entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e a Rússia como "pura ficção" e disse esperar que a publicação do relatório do procurador especial Robert Muller contribua para o retomar de diálogo entre os países.

"Tais insinuações são pura ficção. Espero que, após a recente publicação do relatório de Muller, os ânimos acalmem e seja possível avançar para estabelecer um diálogo profissional entre os países", disse.

O ministro russo avançou também que a Rússia "reagirá positivamente" a um pedido de reunião entre o seu presidente, Vladimir Putin, e Donald Trump, depois do norte-americano ter anunciado que se encontraria com o homólogo russo e chinês, Xi Jinping, na cimeira do G20.

PORTA-TE MAL MAS COM ESTILO


 


TOP SITES

Topsiteseforuns