* Cantinho Satkeys

Actualizar Histórico
  • elkons: Bom dia e muito obrigado.
    Hoje às 17:22
  • elkons: Muito bom, obrigado.
    Hoje às 16:05
  • elkons: Boa tarde amigos
    Hoje às 15:47
  • boavisteiro: Muito bom dia
    Hoje às 11:20
  • andre pakete: bom dia e obrigados
    Hoje às 11:07
  • FELISCUNHA: ghyt74 pessoal  49E09B4F
    Hoje às 10:57
  • andre pakete: boas tardes e obrigados
    13 de Agosto de 2018, 16:09
  • H_Ruben: Boa tarde amigos. Excelente semana para todos
    13 de Agosto de 2018, 15:03
  • FELISCUNHA: ghyt74 pessoal  49E09B4F
    13 de Agosto de 2018, 11:23
  • j.s.: try65hytr a todos  4tj97u<z
    12 de Agosto de 2018, 22:27
  • Ariel Misael: Gracias por el archivo saludos.
    12 de Agosto de 2018, 19:03
  • andre pakete: muito boa tarde bom domingo e obrigados
    12 de Agosto de 2018, 15:09
  • H_Ruben: Boa tarde amigos. Feliz Domingo
    12 de Agosto de 2018, 14:06
  • FELISCUNHA: Votos de um santo domingo para todo o auditório  4tj97u<z
    12 de Agosto de 2018, 11:12
  • cereal killa: disfrutem  101041
    12 de Agosto de 2018, 00:19
  • cereal killa: Paulo Fernandes - Cansado de Ser Solteiro (2018)  [link]
    12 de Agosto de 2018, 00:19
  • cereal killa: Novas 2018 - Vol.6 (2018)  [link]
    12 de Agosto de 2018, 00:19
  • cereal killa: k8h9m ja vao sair mais 2 novidades  535reqef34
    12 de Agosto de 2018, 00:17
  • boavisteiro: Muito boa tarde
    11 de Agosto de 2018, 19:28
  • H_Ruben: Boa tarde amigos. Bom fim de semana
    11 de Agosto de 2018, 17:53
02 de Agosto de 2018, 03:03 por valerie | Visualizações: 25 | Comentários: 0

Full  IPTV +18 xxx+FR+IT+DE+UK+TR+SPORT+NL+Bein+SR+RU+for  02.08.2018



  iptv 1

  iptv 2

 iptv 3


02 de Agosto de 2018, 01:40 por tv2017 | Visualizações: 20 | Comentários: 0

henrike
01 de Agosto de 2018, 23:14 por henrike
Visualizações: 40 | Comentários: 4

BANDA SYGNUS -  VEM MORENA




01 - AMANDA
02 - AMOR VERDADEIRO
03 - ALÉM DE MIM
04 - QUERO COLO
05 - JOGO DO AMOR
06 - NOITES DE VERÃO
07 - VEM MORENA
08 - MENINA DOS SONHOS
09 - A PROCURA DELA
10 - CASA DA TIA
11 - ESSA CANÇÃO É PRA VOCÊ
12 - SHOW DE BANDAS




Só visivel para registados e com resposta ao tópico.



Nelito
01 de Agosto de 2018, 21:06 por Nelito
Visualizações: 23 | Comentários: 0





As 103 pessoas que seguiam a bordo do avião da Aeroméxico sobreviveram ao acidente desta terça-feira. "Um verdadeiro milagre", escreveram alguns jornais locais.

Para um especialista em acidentes deste género, a ausência de mortes fica a dever-se a pormenores que fizeram toda a diferença.

O avião tentou descolar de Durango, no México, na terça-feira, numa altura em que se registavam fortes chuvadas e ventos intensos. Até ao momento, não foram registadas vítimas mortais. Há dois feridos graves. O capitão Carlos Meyran foi quem ficou em pior estado. Teve mesmo que ser operado enquanto vários passageiros sofreram queimaduras graves.

"Sinto-me abençoada e grata a Deus", disse Jackeline Flores, uma das sobreviventes, à "NBC News".

Para David Gleave, um especialista britânico em acidentes aéreos, a ausência de vítimas mortais neste acidente deve-se à pouca velocidade a que o aparelho seguia quando caiu e ao desenvolvimento tecnológico do material dos aviões nos últimos anos.

"Não é um milagre. Temos trabalhado muito para que as pessoas consigam sair bem deste tipo de desastres. A forma como os bancos não deslizaram para a frente, protegendo os passageiros, é um desses exemplos. A segurança dos passageiros não foi um mero acaso", disse. O avião acidentado é ainda equipado com "sirenes que vão apitar" sempre que existe um problema mecânico, ou quando "é cometido qualquer erro" durante a descolagem.

Além das melhorias no interior do aparelho, os desenvolvimentos verificados na zona onde o avião caiu também terão contribuído para o sucesso da operação de resgate. "A zona que envolve o aeroporto não é baldia. Trata-se de um terreno deliberadamente mantido livre de obstáculos. Foi projetado para que em caso de uma aterragem forçada, as pessoas se consigam afastar em segurança", acrescentou.

Gleave explicou que os investigadores vão concentrar-se na análise da influência dos ventos fortes e da chuva e granizo que caíram naquela área no momento do acidente.
Nelito
01 de Agosto de 2018, 21:03 por Nelito
Visualizações: 16 | Comentários: 0


Um grande incêndio no norte do Estado norte-americano da Califórnia destruiu já mais de mil habitações na cidade de Redding e em torno dela, indicaram as autoridades esta quarta-feira.

O Departamento de Silvicultura e Proteção contra os Incêndios da Califórnia precisou que outros 440 edifícios, entre os quais celeiros, estábulos e armazéns, foram também destruídos pelo incêndio batizado como Carr, que é até agora o sétimo mais destrutivo da história daquele Estado.

O grande fogo, que deflagrou a 23 de julho na área de Redding, obrigou 38 mil pessoas a fugirem de suas casas e fez seis mortos.

Queimou, até agora, 470 quilómetros quadrados e está apenas 35% controlado, segundo as autoridades locais que indicaram que continuam a surgir novas frentes de incêndio e a ameaçar mais habitações.
Nelito
01 de Agosto de 2018, 21:02 por Nelito
Visualizações: 20 | Comentários: 0


A Comissão Europeia considera que Portugal cumpriu as regras comunitárias no processo relacionado com o furo de Aljezur para prospeção de petróleo, situação em que cabe ao Estado decidir da necessidade de avaliação de impacto ambiental.

"A Comissão não tem motivos para considerar que o processo [de dispensar a avaliação de impacto ambiental no furo de Aljezur] não foi conduzido em conformidade com a diretiva 2011/92/UE", que estabelece uma distinção entre atividades específicas de extração de petróleo e prospeção e perfurações, refere aquela instituição.

Para as atividades de extração de petróleo, enumeradas no anexo I daquela diretiva, é obrigatória uma avaliação de impacto ambiental (AIA), enquanto que para a prospeção e perfurações, abrangidas pelo anexo II, cabe aos Estados-membros determinar se é necessário proceder à avaliação de impacto ambiental.

No entanto, o poder de apreciação dos Estados-membros está limitado por um artigo da diretiva que exige a realização de uma AIA quando os projetos são suscetíveis de ter efeitos significativos no ambiente.

"As operações programadas até à data na costa portuguesa estão limitadas a perfurações exploratórias e a prospeção de petróleo, pelo que não estão abrangidas pelo anexo I", que obriga à realização da avaliação, refere a resposta do comissário do Ambiente, Karmenu Vella, a uma pergunta da deputada portuguesa no Parlamento Europeu Marisa Matias sobre o furo de Aljezur, no Algarve.

"Segundo as informações disponíveis, as operações foram submetidas a uma análise caso a caso e a uma verificação prévia destinada a avaliar se eram suscetíveis de ter efeitos significativos", acrescenta Karmenu Vella, em nome da Comissão Europeia.

O procedimento de verificação "realizado pelas autoridades competentes portuguesas, que também procederam a uma análise do risco, concluiu que as operações não são suscetíveis de ter efeitos significativos", salienta a Comissão Europeia.

As atividades de prospeção ao largo de Aljezur "não utilizarão métodos de fraturação hidráulica, estão programadas para ser executadas num corredor utilizado pelo tráfego marítimo, a 50 quilómetros da costa, e não interferem com qualquer zona protegida", justifica Karmenu Vella.

Marisa Matias, do Bloco de Esquerda, queria saber se a Comissão Europeia considera que "este processo respeita a legislação europeia, nomeadamente a diretiva 2011/92/UE", mas também questiona que medidas serão tomadas para proteger as populações e o ambiente.

A esta última pergunta, o comissário responde que, "caso sejam previstas atividades específicas de extração de petróleo enumeradas no anexo I (n.° 14) da diretiva, será então necessária uma AIA prévia".

Marisa Matias recorda que estava previsto o início das atividades de perfuração para prospeção de hidrocarbonetos ao largo de Aljezur, antes do final de 2018, pelas petrolíferas ENI e Galp.

E salienta que, em 2016, mais de 42 mil cidadãos manifestaram-se contra a concessão e apenas quatro a favor, e que "todos os municípios do Algarve e do sudoeste alentejano recusaram, a Assembleia da República votou a favor da suspensão do processo, mas o Governo renovou a autorização para a exploração".

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) dispensou a AIA, referindo que "não foram identificados impactos negativos significativos", o que, para Marisa Matias, é "inconcebível, numa altura em que deve ser dada primazia ao combate às alterações climáticas e ao aquecimento global, tendo o próprio Governo português assumido compromissos nesse sentido".

Para a eurodeputada, como para os partidos da oposição na Assembleia da República, para os ambientalistas, para os autarcas algarvios e para grande parte da população do Algarve, "a existência de um poço e de uma plataforma petrolífera não só implica sérios riscos para a faixa costeira, o ecossistema, o ambiente e as atividades económicas da região, como promove uma opção energética que põe em causa o planeta".

Em meados de maio, o ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, justificou, no parlamento, que a dispensa de AIA é uma decisão técnica e não política, cumpre a lei e que, entre as nove entidades de seis ministérios ouvidas no processo, nenhuma defendeu a necessidade de realizar a avaliação de impacto ambiental.
Nelito
01 de Agosto de 2018, 21:00 por Nelito
Visualizações: 14 | Comentários: 0


O ministro da Administração Interna apelou, quarta-feira, à população para evitar comportamentos de risco durante o período de onda de calor que vai afetar o país nos próximos dias.

"Queria fazer um grande apelo à prática de comportamentos absolutos de prevenção", disse Eduardo Cabrita, à margem de uma visita ao Centro de Meios Aéreos de Loulé, no Algarve.

O ministro revelou que, entre janeiro e julho, houve 6.500 incêndios em Portugal, o terceiro menor número de fogos nos últimos dez anos durante o mesmo período.

"A boa notícia é que não foram notícia. Pela intervenção de todos, foram extintos sem riscos de maior. Mas, desses 6.500 incêndios, 70% deveram-se a uso inadequado do fogo, a queimadas ou outras formas de uso inadequado", acrescentou o governante, considerando esse número "um dado preocupante".

Eduardo Cabrita apelou aos portugueses para "respeitarem todas as recomendações e limitarem qualquer comportamento de risco", enumerando vários exemplos.

"Não fazer trabalhos agrícolas que propiciem o risco, não usar o fogo, não fazer churrascos, não fazer sardinhadas em zonas de floresta, não lançar foguetes em zonas de risco máximo ou muito elevado", referiu.

O ministro da Administração Interna pediu ainda, nas áreas rurais e agrícolas, a suspensão dos trabalhos "que envolvam utilização de máquinas que possam provocar ignições", garantindo "tolerância zero" em caso de infração.

"A tolerância será zero. Estamos a fazer tudo em matéria de sensibilização, mas a orientação dada às forças de segurança é que, na sua atividade fiscalizadora, a tolerância será zero relativamente a comportamentos de risco", assegurou.

Em Loulé, o ministro observou o dispositivo local de resposta aos fogos e reuniu-se com autarcas e responsáveis regionais da Proteção Civil.

"Estamos, desde início de julho, na fase de prontidão máxima do dispositivo. Neste momento, temos mobilizada toda a nossa capacidade. Estão a regressar da Suécia os meios que disponibilizámos a esse país e temos todo o nosso sistema pré-posicionado", adiantou.

Eduardo Cabrita salientou ainda o "esforço notável" de patrulhamento a nível nacional da GNR e também das Forças Armadas, que na terça-feira reforçaram o seu apoio com mais 19 patrulhas a nível nacional.

Os avisos vermelhos por causa do calor vão estender-se até ao início do dia de sábado em nove distritos do país, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Segundo o IPMA, a temperatura vai subir de forma acentuada em Portugal continental a partir de hoje, mantendo-se muito elevada até ao fim de semana, com os avisos laranja a passarem a vermelhos (o nível mais grave) a partir de quinta-feira e até às 05:59 de sábado.

Os distritos abrangidos pelo aviso vermelho por causa da persistência de valores elevados da temperatura máxima são Bragança, Évora, Guarda, Vila Real, Santarém, Beja, Castelo Branco, Portalegre e Guarda
Nelito
01 de Agosto de 2018, 20:59 por Nelito
Visualizações: 12 | Comentários: 0


Organizações da área das pescas deram parecer negativo ao plano de ordenamento do espaço marítimo por defenderem que apresenta "sérias debilidades técnicas, científicas e de procedimentos" e deixa em aberto questões importantes como a exploração petrolífera.

A Plataforma de Organizações Não Governamentais Portuguesas sobre a Pesca (PONG Pesca) defende que a atual versão do projeto de Plano de Situação do Ordenamento do Espaço Marítimo (PSOEM), que esteve em consulta pública até terça-feira, "apresenta sérias debilidades técnicas, científicas e em termos de procedimentos, que dificilmente serão ultrapassáveis sem alterações de fundo no próprio regime de ordenamento do espaço marítimo".

Através da posição hoje divulgada em comunicado, a plataforma junta-se a outras entidades, como o Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável (CNADS), a Associação Sistema Terrestre Sustentável, Zero ou o Bloco de Esquerda, que também criticaram o plano.

A atual redação do documento, salienta, "deixa em aberto questões de grande relevância para todos os portugueses, como a mineração, a exploração petrolífera e até a aquacultura".

Para a plataforma "são altamente preocupantes a falta de rigor científico, o prazo extremamente reduzido de consulta pública (apesar da prorrogação do prazo inicial por 30 dias) e a falta de incentivo ao envolvimento da sociedade civil".

"Este plano faz uma má transposição da legislação europeia, levantando mais questões do que soluções ou linhas orientadoras, abordando de forma genérica todos os usos e atividades marítimas", apontam as organizações da área das pescas.

As organizações acrescentam ainda uma referência à ausência de coordenação com os instrumentos de terra, como o Geoportal, sem a qual acreditam que o PSOEM não irá funcionar.

A porta-voz da PONG-Pesca, Marisa Batista, citada no comunicado refere que, "neste plano, falta perspetiva temporal assim como estratégia, determinação e objetividade na visão do que se pretende para os mares e para as gerações futuras nos próximos 25-50 anos".

"Dificilmente se pode considerar um plano nacional quando está ausente uma das regiões mais abrangentes do nosso espaço marítimo, os Açores", especifica Marisa Batista, indicando uma crítica já apontada por outras entidades.

Questionando acerca da utilidade do documento, a PONG Pesca pergunta: "se todas as atividades, espacializadas ou não, podem ser licenciadas por plano de afetação, sem terem passado ou vir a ter de ser sujeitas a Avaliação Estratégica, qual é então o papel que se pretende dar ao PSOEM e à sua Avaliação Ambiental Estratégica?".

O PSOEM pretende ser um instrumento de ordenamento marítimo para permitir à Administração Pública emitir Títulos de Utilização Privativa do Espaço Marítimo Nacional (TUPEM), "garantindo a transparência e segurança jurídica", promovendo a compatibilização entre usos ou atividades concorrentes e contribuindo para um melhor e maior aproveitamento económico do meio marinho e para minimizar os impactos das atividades humanas naquele espaço.
Nelito
01 de Agosto de 2018, 20:58 por Nelito
Visualizações: 12 | Comentários: 0


Os pescadores nacionais podem, a partir desta quarta-feira e até dia 30 de setembro, capturar 3144 toneladas de sardinha, abaixo das 4855 toneladas autorizadas até ao final de julho, estipulou o Governo.

O Ministério liderado por Ana Paula Vitorino definiu ainda, de acordo com um despacho publicado na terça-feira em Diário da República, a interdição da captura às quartas-feiras, com exceção desta quarta-feira, e a transferência de sardinha para lota diferente à correspondente ao porto de descarga, bem como "uma mesma embarcação descarregar mais que uma vez durante um período de 24 horas".

Para além disto, foi introduzida a possibilidade de interdição de pesca em zonas onde seja necessário salvaguardar os juvenis, seguindo uma recomendação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Adicionalmente, por despacho do diretor-geral dos Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM), pode ser estabelecido um fecho em tempo real com o encerramento da pesca do cerco por 15 dias em caso de deteção, a bordo das embarcações, de sardinhas abaixo de 13 centímetros.

A partir de dia 1 de outubro é proibida a manutenção a bordo, descarga e venda de sardinha, com qualquer arte de pesca, na zona 9 (costa portuguesa e oeste) definida pelo Conselho Internacional para a Exploração do Mar (ICES, na sigla inglesa).

O mesmo organismo científico recomendou para 2018 e também para 2019 zero capturas de sardinha, sustentando a sua posição com a diminuição do stock do pescado.

Na sequência da recomendação de 2018, Portugal, Espanha e a Comissão Europeia definiram um plano de pesca, no qual ficou acordado que o limite de capturas, a dividir entre Portugal e Espanha, deveria ser inferior a 15 mil toneladas.

Decisão que, posteriormente, foi contestada pela generalidade dos produtores, pescadores e sindicatos que defendiam que o limite de capturas não deveria ceder, tendo em conta a abundância da espécie na costa portuguesa.

Tendo em vista a recuperação do stock da sardinha, o governo optou por suspender a pesca da espécie, com qualquer arte de captura, entre 11 de janeiro e 21 maio, tendo, posteriormente, autorizado as capturas, até 31 julho, num limite máximo de 4855 toneladas.
Nelito
01 de Agosto de 2018, 20:56 por Nelito
Visualizações: 14 | Comentários: 0


Os chefes de equipa de Ginecologia/Obstetrícia do Hospital Amadora-Sintra ameaçam demitir-se dentro de quinze dias, caso não sejam resolvidos problemas como a falta de médicos na urgência.

Numa carta enviada esta quarta feira ao Conselho de Administração, a que o JN teve acesso, afirmam que "a política de recursos humanos, ou a sua ausência, não procedendo à contratação de médicos mais jovens que rejuvenesçam as equipas, cada vez mais envelhecidas, e compensem as saídas que, pelos mais diversos motivos, se têm verificado, tem levado a uma delapidação progressiva dos médicos que as integram". Acrescentam que as atuais condições de assistência do hospital, "ultrapassaram, em várias das suas vertentes, os limites mínimos de segurança aceitáveis para o tratamento dos doentes críticos que diariamente a ele recorrem". E exigem "a contratação imediata dos jovens especialistas de Ginecologia/ Obstetrícia" formados naquela instituição.

De acordo com o secretário -geral do Sindicato Independente dos Médicos, Roque da Cunha, "há mais de seis meses que os médicos têm vindo a alertar o Conselho de Administração e a Direção Clínica do hospital para este problema". Segundo este dirigente sindical, "também os internos desta especialidade já assinaram uma minuta em que dão conta de que se recusarão a fazer mais do que as 200 horas de urgência por ano a que estão obrigados".

Fonte do hospital avançou ao JN que "o Conselho de Administração está em diligências junto da tutela para a contratação de mais obstetras", confirmou ainda a entrega da carta e garantiu que "a Administração vai reunir com os médicos".

Entretanto, o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, garante que esta situação "é transversal a muitos hospitais do país" e que "em qualquer altura podem aparecer mais demissões".
Nelito
01 de Agosto de 2018, 20:55 por Nelito
Visualizações: 10 | Comentários: 0


O Estado não conseguiu adquirir a maioria do capital da SIRESP SA, a empresa que gere a rede de comunicações de emergência, como se propunha. Passa a ser a Altice a dona da empresa.

A entrada no capital social da gestora do Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) foi uma promessa do Governo, após os incêndios de 2017.

O objetivo passava pela compra das participações da Galilei SGPS e da Datacomp, que totalizam 42,55%, a que se poderia juntar os 12% da Esegur. Contudo, o Governo só conseguiu chegar aos 33% da SIRESP, que estavam nas mãos da Galilei, ex-Sociedade Lusa de Negócios (SLN) e dona do BPN, e pelo qual vai pagar mais de 2,650 milhões de euros.

Segundo o comunicado emitido esta quarta-feira pela Altice Portugal, que já fazia parte da empresa, a multinacional "exerceu o direito de preferência na compra das posições detidas pelas empresas Esegur e Datacomp na SIRESP SA".

"No total, estas duas empresas detinham 21,55% do capital social da sociedade. Com o exercício do direito de preferência, a Altice Portugal aumenta a sua participação, passando a deter 52,1% do capital social da SIRESP SA, reforçando a sua posição acionista na mesma", lê-se no documento.

Os restantes 14,90% mantêm-se nas mãos da Motorola, como sempre sucedeu.

Altice garante boa relação com Estado

O Estado não fazia parte do capital social da empresa, com a qual existe o contrato firmado desde 2006 e que termina em 2021. Daí que, apesar de o Governo ter garantido que iria tentar o controlo da SIRESP SA, acabou por ser a Altice a exercer o direito de preferência sobre este consórcio a quem o Estado já pagou mais de 550 milhões de euros.

A Altice tinha sido colocada debaixo de críticas pelo primeiro-ministro, em 2017, após os primeiros incêndios trágicos, em Pedrógão Grande, devido às inúmeras falhas do sistema denunciadas pelas autoridades.

Agora, imune a tais críticas, a Altice vem garantir "que acredita que esta nova estrutura acionista da SIRESP SA contribuirá para uma resposta mais ágil e mais capaz, conferindo ainda maior capacidade e celeridade na tomada de decisão dos órgãos executivos". E sublinha que "manterá uma posição de total equilíbrio e cooperação com o Estado Português, tal como tem vindo a fazer proativamente no desenho de soluções em conjunto, desde há um ano".

Cerca de meia hora depois de a Altice ter revelado a aquisição da maioria da SIRESP, os ministérios da Administração Interna e o das Finanças vieram anunciar que "o Estado irá assumir a posição acionista da Galilei, passando a deter 33% do capital social da SIRESP SA" e que a empresa "entrará assim numa nova fase".

Apesar das críticas de António Costa, às inúmeras falhas da rede durante os fogos de Pedrógão Grande, entre 17 e 24 de junho, o Governo só viria a prometer controlar a empresa após o país assistir às mesmas falhas, a 15 de outubro. Aí, o Ministério da Administração Interna (MAI) decidiu avançar para a compra da empresa, perante a repetição dos problemas nas comunicações.

Negociações há meses

Durante meses o Governo andou em negociações para entrar na empresa. O passo mais importante foi dado há cerca de quatro meses pela Parvalorem, a empresa pública criada para gerir os ativos tóxicos do BPN. Pelos 33% da SIRESP que estão nas mãos da Galilei, o Estado ofereceu mais de 2,650 milhões de euros.

A Parvalorem propôs-se ainda a adquirir por quase 770 mil euros os 9,55% que possui a Datacomp, propriedade da Galilei. Os montantes propostos incluíram ainda os créditos de 876 mil euros que tanto a Galilei como a Datacomp têm sobre a SIRESP, SA.

Tais créditos deveriam ser saldados em 2021, quando terminar o contrato entre o Estado e a gestora da rede de comunicações, que se iniciou em 2006. Quer num caso, quer no outro, as comissões de credores acabaram por aprovar as aquisições, em abril.

Sendo que, neste momento, ainda decorriam negociações para a aquisição dos 12% que Esegur detém na empresa.

Multas por falhas

Além da entrada no capital social da empresa, o MAI garantiu que iria aplicar multas à SIRESP pela falhas descritas por bombeiros e autoridades, nos relatórios das comissões técnicas independentes aos incêndios de junho e outubro.

Porém, tal como foi noticiado em março, a Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna (SGMAI), que fiscaliza os incumprimentos contratuais da SIRESP SA, nem sequer emitiu tais penalidades. Ainda que, logo em agosto de 2017, tenha notificado a empresa que iria fazê-lo até ao final do ano.
Nelito
01 de Agosto de 2018, 20:53 por Nelito
Visualizações: 10 | Comentários: 0


O Presidente da República devolveu ao Parlamento, sem a promulgar, a lei que reforçaria o direito de preferência aos inquilinos em caso de venda do imóvel.

Numa nota divulgada no site da Presidência da República é referido que a decisão do chefe de Estado de devolver, sem promulgação, o diploma apresentado pelo BE ao parlamento teve "duas razões específicas".

Por um lado, é referido, pelo "facto de, tal como se encontra redigida, a preferência poder ser invocada não apenas pelos inquilinos para defenderem o seu direito à habitação, mas também por inquilinos com atividades de outra natureza, nomeadamente empresarial".

Além disso, não estão indicados "os critérios de avaliação para o exercício do direito de preferência, que existia em versão anterior do diploma".

O parlamento aprovou em 18 de julho, em votação final global, um texto de substituição ao diploma do BE para "aprimoramento" do exercício do direito de preferência pelos arrendatários, eliminando o critério de duração do arrendamento para a transmissão de habitações.

O texto de substituição ao projeto de lei do BE foi aprovado com os votos contra do PSD e do CDS-PP e os votos favoráveis das restantes bancadas parlamentares.

Neste âmbito, a proposta legislativa aprovada, que visava alterar o Código Civil para "aprimoramento" do exercício do direito de preferência pelos arrendatários, eliminava o critério de duração do contrato de arrendamento para o exercício do direito de preferência pelos inquilinos na transmissão de habitações, acrescentando que tal era possível, "ainda que inserido em prédio não sujeito ao regime da propriedade horizontal".
01 de Agosto de 2018, 19:42 por Nuno Santos | Visualizações: 22 | Comentários: 0

 dgtgtr O tópico do endereço "Satkeys » SALA LAZER & CULTURA » Secção Mp3 Nacional » A,B,C » Bruna Guerreiro - Adivinha Quanto Gosto de Ti" está com o link inválido e eu já tentei procurar maneira de mandar P.M. para o criador desse mesmo tópico mas não encontro maneira de o fazer.
Eu sei que esse tópico já é antigo, mas eu gostaria de poder baixar o CD que lá está, por isso se possível peço a alguém que me possa ajudar e que tenha conhecimento de onde se possa baixar o CD : "Bruna Guerreiro - Adivinha Quanto Gosto de Ti" (é o nome do CD que está no tópico) que por favor corrija o link do mesmo tópico ou se não conseguir alterar o mesmo então que crie um novo com o novo link.  5m7yd4 49E09B4F
01 de Agosto de 2018, 18:15 por Kristina2000 | Visualizações: 15 | Comentários: 0

  IPTV BEIN SPORT ITA FRA ALB EX RO RU SPA PT NL DEU IND TRK + MOVIES   02.08.2018






  iptv 1

  iptv 2

 iptv 3
01 de Agosto de 2018, 17:56 por djalal19 | Visualizações: 20 | Comentários: 0

bein+fr it de uk sp nl pt al tr in pk us latin cz hr 2/08/2018


IPTV LATIN+MIX +VOD

https://dz4link.com/9etv2MUW

IPTV MIX1

https://dz4link.com/fZZheRd

IPTV MIX 2

https://dz4link.com/rUN

IPTV 3

https://www.file-upload.com/i1n95jjkxxm1

IPTV4

https://www.file-upload.com/whjs6m9rmcsm


ÏPTV5

https://www.file-upload.com/rkbnddm5jrdz
henrike
01 de Agosto de 2018, 16:00 por henrike
Visualizações: 34 | Comentários: 2

Enrico Macias – Mon Coeur D'Attache






Só visivel para registados e com resposta ao tópico.



01 de Agosto de 2018, 13:51 por olasnayder | Visualizações: 37 | Comentários: 1


Release year: 2018
File
Video quality: 1080p
Video format: MP4
Video codec: AVC
Audio codec: AAC
Video: MPEG4 Video (H264) 1920x1080 30fps 7974kbps
Audio: AAC 44100Hz stereo 211kbps
Size: 1.26 Gb


https://short-zero.com/sOvRV
01 de Agosto de 2018, 13:48 por olasnayder | Visualizações: 29 | Comentários: 0


Release year: 2018
File
Video quality: 1080p
Video format: MP4
Video codec: AVC
Audio codec: AAC
Video: MPEG4 Video (H264) 1920x1080 30fps 7974kbps
Audio: AAC 44100Hz stereo 211kbps
Size: 733 Mb


http://cash4url.com/hm0ab0VVHMFyV4u
01 de Agosto de 2018, 13:44 por olasnayder | Visualizações: 26 | Comentários: 0



Release year: 2018
File
Video quality: 1080p
Video format: MP4
Video codec: AVC
Audio codec: AAC
Video: MPEG4 Video (H264) 1920x1080 30fps 7974kbps
Audio: AAC 44100Hz stereo 211kbps
Size: 1,28 Gb


http://cut4urls.com/QZy99q
01 de Agosto de 2018, 13:40 por olasnayder | Visualizações: 25 | Comentários: 0


Release year: 2018
File
Video quality: 1080p
Video format: MP4
Video codec: AVC
Audio codec: AAC
Video: MPEG4 Video (H264) 1920x1080 30fps 7974kbps
Audio: AAC 44100Hz stereo 211kbps
Size: 1,71 Gb


https://short-zero.com/FIz3l
Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 [15]

* radio

TOP SITES

Topsiteseforuns